Caderno? Agenda? Bloco de notas? Chic é escrever num Moleskine

Já ouviram falar de Moleskine (adoro esse nome)? Se não, tenho certeza que já viram. Moleskine é o nome do mais famoso caderno de anotações do mundo, usado por artistas e intelectuais conhecidos mundialmente como Picasso, Ernest Hemingway, Van Gogh e Matisse. Porém, dizem que isso é marketing da empresa, a italiana Moleskine SRL, já que a marca Moleskine só foi registrada oficialmente em 1996 e relançou seus cadernos em 98. O nome refere-se ao tecido moleskin, mas na verdade o caderno não é revestido desse tecido, e sim de algum material impermeável (há versões em couro). Outras características bem peculiares dos moleskines é que os cantos são arredondados, a tira de elástico para fechar o caderno, as folhas grossas e a lombada costurada, que faz com que o caderno possa ser aberto totalmente.

Os cadernos Moleskines voltaram com tanta força à moda, que fez com que, em 2006, a editora que o publicava procurasse alguém que quisesse comprar a empresa ou se associar porque não estava dando conta dos pedidos. Foi vendida por 60 milhões de euros por um fundo de investimentos francês, Société Générale. Hoje são fabricados muitos tipos e tamanhos de Moleskines, pequenos, grandes, com capas maleáveis, com agenda de endereços, com mais ou menos páginas. E em 2006 eles lançaram os City Notebooks, uma série de Moleskines que trazem informações sobre as maiores cidades do mundo, que servem como guias mesmo e cheios de informações bacanas e espaços para anotar conforme  o assunto (restaurantes, lugares, drinques..). Hoje os Moleskines são montados e costurados ainda na Itália mas impressos na China. A assistente Andy de “O diabo veste Prada” usava um para anotar tudo que precisava. A cena que mais aparece ela escrevendo no caderno é quando está em Paris no quarto de Miranda anotando as mudanças do almoço do dia seguinte,, mas ele aparece em outras cenas também. Ou no filme de “Amèlie Poulan”.

 

Fiquei muito feliz quando ganhei um, na edição do SPFW passada, que era na verdade da marca Fause Haten, pequeno, com capa de couro e o logo da marca na capa, e lindo. Até hoje não tive coragem de usar, sempre guardo esperando uma ocasião especial. Pra quem quiser comprar, pode custar um pouco pra achar, custa em média R$100 dependendo do tamanho. Mas vale para cada linha que você escrever nele.

Anúncios

7 Respostas para “Caderno? Agenda? Bloco de notas? Chic é escrever num Moleskine

  1. ai eu quero um!
    mas nem sei onde comprar!

  2. esse cadernos são a cara dos franceses, chiques até fazendo anotações!
    bjka

  3. Uau, coisa de europeu é coisa de outro mundo ;D
    Fiquei gamada, quero um! Ainda mais sabendo que aparece nos meus 2 filmes favoritos.
    Onde será que compra?
    Beijo!

  4. Oi!
    Estava fazendo uma pesquisa sobre Moleskines para publicar um texto no meu blog e descobri esse seu post.
    Escrevo para dar a dica de que agora dá para comprar Moleskines no Brasil pelo site da Livraria Cultura!
    Legal, né?
    Bjs

  5. como é que pronuncia esse tróço? “molescaine”? hahahahh
    tem q saber pra não dar uma de gafento na papelaria…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s